segunda-feira, fevereiro 04, 2008

Apetece-me vir aqui escrever coisas. Que é o mesmo que dizer: "Tenho de trabalhar e não me apetece"

Não consigo habituar-me de maneira nenhuma a isto de não poder fumar em cafés e restaurantes e centros comerciais e estações de comboios e mais-não-sei-quê. Cafés para fumadores, na Amadora, já descobri (viva o Armazém de Café), restaurantes é que não. 

Já bastava não poder andar aos gritos pela rua fora. Se bem que neste caso faço uma espécie de auto-censura, acho que ninguém me vem multar. Desde que não passe das 19 horas, claro. E sempre que o mano pequeno vai para a janela gritar, deixo-o estar à vontade. Se a minha mãe estiver em casa - "Ai, os vizinhos" -, lá lhe digo para gritar só pelo Benfica. Nesse caso, já ninguém estranha.

A propósito (ou não), um dia destes pediram-me identificação para comprar tabaco. Quando tinha 16 anos ninguém me dizia nada, aos 25, a caminho dos 26, é que isto me acontece. Eu sei que tenho ar de chavaleca, mas... nem 18 anos?! Visto que não tinha identificação comigo, e que era domingo e já tinha corrido metade de Paço de Arcos à procura de tabaco, tentei a sorte pedindo o livro de reclamações (sem razão nenhuma, é bom que se diga). Resultou. Os meus irmãos de 13 e 15 anos estavam comigo e são mais altos do que eu. A rapariga da loja deve ter achado que eu era do grupo. Ainda lhe agradeci pelo elogio, claro.




12 Comments:

Blogger Gentil said...

Não trabalhes e anda escrever, pah!!

Já tinha saudades de te ler. Estás a fazê-lo cada vez melhor.

Diz que é de ser jornalista, oh ké.

Beijo

segunda-feira, fevereiro 04, 2008 1:46:00 da tarde  
Blogger Capitão Merda said...

Vejo que ainda não te habituaste ao talibanismo...
Olha, faz como eu: compra o tabaco na candonga!
É só vantagens:
* Carece de qualquer autorização
* É muitíssimo mais barato;
* Escusas de contribuir para os (avultadíssimos) proventos do Estado que produziu uma das mais hipócritas legislações de que há memória...

Fica bem

quarta-feira, fevereiro 06, 2008 11:41:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Ótima escrita! Como sempre!

Isso de me pedirem identificação ocorreu-me até esta tua idade mesmo, depois amainou. Hoje, do alto dos 35 (completos agora, em 26-01, que fique claro), acho bom quando me dizem que tenho 25/26... Como é a vida, ora pois, sempre estamos insatisfeitos!

Quanto ao tabaco, bueno, é uma situação complicada. E digo o porquê: eu tenho alergia! Quando vou ao sul do Brasil, visitar familiares e amigos em Porto Alegre, sempre pego infecção na garganta, pois a combinação frio+fumaça de cigarro+cerveja = alergia que vira infecção... Sei lá! É uma situação complicada...

quarta-feira, fevereiro 06, 2008 1:44:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ah... esqueci, eu grito muito! E xingo(não descobri ao dicionário o termo coloquial usado nestas terras d'aí, mas sig. "insultar") também! =P

quarta-feira, fevereiro 06, 2008 1:47:00 da tarde  
Blogger Rosa said...

E que tal aproveitar a a "chatice" emj proveito próprio e deixar de fumar, hein? Aposto que, se o fizeres, vão começar a pensar que ainda nem fizeste 16! A pele mais bonita, os dentes mais brancos... Humm? O que te parece? :)
Beijocas, miúda!

quarta-feira, fevereiro 06, 2008 8:04:00 da tarde  
Blogger Eva Luna said...

Bom... eu venho cá fomentar o teu vicio. Procura restaurantes para fumadores aqui http://www.lifecooler.com/edicoes/lifecooler/restaurantes.asp?catbn=19

quarta-feira, fevereiro 06, 2008 8:57:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Estou contigo, Marta. A propósito disso pus no blogue sítios em Lisboa que (ainda) permitem fumos e coisas que tais. Na Amadora é que é pior. Cafés não descobri nenhum, restaurantes também não. Em bares, duas pérolas: o eterno Xadrez e o Década (mas lá em cima, que no andar de baixo os "culturistas" não fumam).

Foi um bom regresso à escrita. Vai aparecendo.

Beijos.

sexta-feira, fevereiro 08, 2008 5:21:00 da manhã  
Blogger Sara said...

É um sinal do além para que deixes de fumar. :)

sexta-feira, fevereiro 08, 2008 11:19:00 da manhã  
Anonymous toupeira said...

Objectivamente falando, a lei é uma boa lei. Faz sentido, é para o bem de todos (se bem que a história do "é para o bem de todos" é bem perigpsa - "vamos invadir o Iraque, é para o bem de todos") e talvez tenha um efeito dissuador sobre os futuros fumadores.

Mas irrita-me não poder fumar onde me apetece, enquanto estou à espera do comboio (depedende da estação), no alfa pendular, enquanto bebo café ou quando estou a ver a bola e a beber umas jolas...
Acho que isto é mais ou menos como na bola:
Um gajo não gosta de perder, mesmo quando a equipa joga mal. Eu sei que os não fumadores não têm culpa, mas custa-me perder "privilégios". É como estar a ganhar 3-0 ao intervalo e no fim do jogo perder por 4-3. É horrivel, devia ser proibido, que injustiça, quem é que eu posso culpar? O árbitro! "Ó Socras, vai-ta fo+#$ mais a saúde pública" penso eu aos gritos.

Já agora, este governo tem livro de recamações?

sexta-feira, fevereiro 08, 2008 4:12:00 da tarde  
Blogger jg said...

Não fosse esta proibição de fumar a gerar esta postagem e nimguém te punha a vista em cima!!!

Eu continuo a fumar como sempre. Eles, seguranças, GNR's, ASAI's e bufos em geral que se livrem de meter-se comigo. Corro-os a murro e à biqueirada. Pqp os talibãs da treta.
Eu não tenho que os aturar bêbados, aos gritos e estúpidos como portas?!!

quinta-feira, fevereiro 14, 2008 9:25:00 da manhã  
Blogger absorbent said...

ia dizer para aproveitares a onda e largares isso, mas ja o fizeram...

quinta-feira, fevereiro 14, 2008 11:21:00 da manhã  
Blogger CMC said...

;)

quinta-feira, fevereiro 14, 2008 5:09:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home